Ex-aluna do DCC ganha o 2o lugar na categoria Dissertação de Mestrado no Workshop de Visão Computacional 2018

Samira Santos da Silva, ex-aluna do Laboratório Smart Sense, orientada pelo professor William Robson Schwartz e co-orientada por Filipe Costa, conquistou o 2o lugar na categoria Dissertação de Mestrado do Concurso de Teses e Dissertações do Workshop de Visão Computacional (WVC 2018). Samira apresentou sua pesquisa "Aggregating Partial Least Squares Models for Open-set Face Identification",  defendida no início deste ano. Em sua 14a edição, o WVC foi realizado de 12 a 14 de novembro, na Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), em Ilhéus, na Bahia. 
 
A identificação facial é uma tarefa importante na visão computacional e possui uma infinidade de aplicações em vigilância, forense e interação humano-computador. Em sua dissertação de mestrado, Samira teve como principal objetivo a identificação de faces em galerias abertas, ou seja, determinar se uma determinada imagem facial pertence a um indivíduo previamente registrado na galeria de indivíduos conhecidos ou não, e no primeiro caso, também determinando a identidade desse indivíduo. 
 
Atual professora da Fundação Universidade de Itaúna, a pesquisadora propôs um novo método que agrega modelos PLS (Partial Least Squares) treinados com um protocolo um-contra-todos. Além do modo como os modelos foram treinados, a combinação das respostas obtidas pelos modelos em um histograma também foi uma contribuição do trabalho que resultou em um método eficaz para a solução deste tipo de problema, superando os métodos do estado-da-arte existentes na literatura.
Data da premiação: 
quarta-feira, 14 Novembro, 2018
Instituição: 
Sociedade Brasileira de Computação