Conferência: Empreendendo a vida de estudante

Quando: 
segunda-feira, 9 Outubro, 2017 - 19:00
Sala: 
CAD1
Prof. Berthier Ribeiro Neto, Departamento de Ciência da Computação/UFMG e diretor do Centro de Engenharia da Google na América Latina.
Berthier Ribeiro-Neto é professor do Departamento de Ciência da Computação da UFMG, com doutorado em Computação pela Universidade da Califórnia, Los Angeles. É cofundador da empresa de tecnologia Akwan Information Technologies, especializada em máquinas de busca na web brasileira, que, em 2005, foi adquirida pela Google Inc. e se tornou o Centro de Engenharia da Google na América Latina, liderado por Berthier. Ribeiro-Neto é também coautor do livro "Modern Information Retrieval", uma das obras mais adotadas na área.
Resumo: 

Oportunidade única, a trajetória acadêmica durante a graduação deve ser aproveitada pelo estudante para a construção de uma base que vai sustentar sua carreira ao longo de toda a vida. O conselho é do professor Berthier Ribeiro-Neto, do Departamento de Ciência da Computação, e diretor do Centro de Engenharia da Google na América Latina.

“Ao sair da universidade, seu sucesso profissional vai depender menos do conteúdo técnico em si e muito mais da sua capacidade de estabelecer relações e de se comunicar efetivamente”, afirma o pesquisador, que vai discutir o tema na conferência Empreendendo a vida de estudante, nesta segunda-feira, dia 9, às 19h, no Centro de Atividades Didáticas de Ciências Naturais (CAD 1), campus Pampulha. O evento integra ciclo que celebra os 90 anos da UFMG.

Na opinião de Berthier, é importante saber onde está o conhecimento específico, para buscá-lo quando necessário, mas na graduação “não é hora de se especializar” e, sim, de viver intensamente a vida universitária, mantendo-se aberto, interessado e atento ao mundo, para entender “que problemas há lá fora e que seria interessante resolver”.

Mudanças
O professor esclarece que utiliza o termo ‘empreender’ em sentido amplo, para lembrar que o estudante de graduação deve planejar seu futuro, investir em uma formação para a vida, entender onde estão as próprias deficiências e aproveitar a oportunidade de se dedicar com afinco à vivência acadêmica.

“Isso pouco tem a ver com assistir às aulas, mas é importante passar o maior tempo possível no campus, conviver com colegas, circular por diversas áreas, acumular um conjunto mínimo de conhecimentos”, enfatiza. Em sua opinião, quem não vive essa experiência deixa de cultivar relações, de ter acesso ao acervo intelectual da universidade e de enriquecer sua formação.

Ao fazer referência à atual velocidade das mudanças em processos, métodos, técnicas e formas de trabalho, Berthier Ribeiro-Neto destaca a necessidade de o aluno cultivar a capacidade de aprender, da forma mais diversa possível. “Um engenheiro que assuma funções gerenciais vai precisar, por exemplo, de conhecimentos em áreas como economia, contabilidade e recursos humanos. E quanto mais cedo adquirir isso, melhor”, diz.

“O importante para o aluno de graduação é entender que é possível passar a vida aprendendo, que é possível dominar o método de aprendizagem de modo a aplicá-lo sistematicamente para adquirir novos conhecimentos em áreas que ele conhece pouco. Ou seja, o mais importante para o aluno é aprender a aprender”, resume Berthier, que ingressou como professor na UFMG em 1996 e, quatro anos depois, fundou a empresa Akwan Information Technologies, especializada em máquinas de busca na Web brasileira, mais tarde adquirida pela Google Inc.