Notícias da Capes

Subscrever feed Notícias da Capes
Atualizado: 11 horas 2 minutos atrás

Programa de Verão CAPES/IIASA tem resultado divulgado

qua, 20/03/2019 - 13:42

A CAPES divulga nesta quarta-feira, 20, o resultado do edital nº36/2018, do Programa de Verão pra Jovens Cientistas CAPES/IIASA de Doutorado-Sanduíche, publicado no Diário Oficial da União. A etapa será cursada no Instituto Internacional para análise de Sistemas Aplicados (IIASA), em Laxemburgo, na Áustria, e terá duração de três meses.

Programa de Verão para Jovens Cientistas
Ação de cooperação entre a CAPES e o IIASA, o Programa proporciona a estudantes e pesquisadores de alto nível no Brasil, a oportunidade de estudos em várias áreas, como ciência e tecnologia, agricultura, meio-ambiente, ciências naturais, análise de energia e recursos de sistemas. Além disso, favorece o acesso de pesquisadores brasileiros aos centros internacionais de excelência, fortalecendo o processo de internacionalização do ensino superior e da ciência, tecnologia e inovação brasileiras.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Categorias: Pesquisa

CAPES publica alterações no edital do PrInt

qua, 20/03/2019 - 13:36

A CAPES publicou nesta quarta-feira, 20, alterações no edital nº 41/2017 que possui as diretrizes do Programa Institucional de Internacionalização (PrInt). As mudanças estão no Diário Oficial da União de hoje.

Confira as modificações aqui.

PrInt
O programa estimula o avanço institucional na internacionalização das Instituições de Ensino Superior brasileiras, resultando na competitividade e visibilidade da produção científica do País.

O PrInt apoia a construção, a implementação e a consolidação de planos estratégicos das instituições selecionadas nas áreas do conhecimento por elas escolhidas. Deste modo, incentiva a formação de redes de pesquisas internacionais para aprimorar a qualidade da produção acadêmica vinculadas à pós-graduação.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Categorias: Pesquisa

CAPES amplia diálogo com o público nas redes sociais

qua, 20/03/2019 - 10:13

Hoje, dia 20, a CAPES estreia sua página no Facebook, com conteúdos que abordam não apenas o Sistema Nacional de Pós-graduação, mas também a pesquisa brasileira de forma mais abrangente, bem como a formação de professores da rede pública de ensino.

Desde o ano passado a CAPES vem ampliando sua plataforma de comunicação com a sociedade: reativou e incrementou as páginas no Linkedin e no Twitter, além de retomar a produção de vídeos para o canal do YouTube. Em 2018, o Linkedin foi a rede em que a CAPES mais cresceu, contando hoje com mais de 146 mil seguidores. Foram 340% de aumento em apenas 6 meses. Já o Twitter, que estava desativado, hoje conta com 3,9 mil seguidores, apresentando um crescimento orgânico de mais de 400 seguidores por mês. O Youtube apresentou 380% de crescimento de julho a dezembro de 2018 e conta hoje com mais de 2,3 mil seguidores.

Em todos os perfis da CAPES, as postagens são diárias e sobre diversos temas do universo de atividades da fundação, desde avisos de editais, tutoriais e notícias até transmissões ao vivo de seminários e palestras. Outra medida de aprimoramento da comunicação foi a reformulação do portal da CAPES, cujo novo design, além de mais moderno, busca melhorar a experiência do usuário.

Serviços:
Facebook: CAPESOficial
Linkedin: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Twitter: @CAPES_Oficial
YouTube: CAPES_Oficial

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Categorias: Pesquisa

Na Fiocruz, presidente da CAPES defende expansão da pós-graduação

seg, 18/03/2019 - 18:52

Anderson Correia, presidente da CAPES, afirmou que o Brasil precisa formar mais mestres e doutores e aumentar os investimentos em ciência e tecnologia. A declaração foi dada durante palestra na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), na última quarta-feira, 13. Participaram do evento, Nísia Trindade Lima, presidente da instituição, João Paulo Giliardi, diretor, Renato Cordeiro, coordenador do Núcleo de Estudos Avançados, e Ildeu de Castro Moreira, presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).

Na palestra ‘A CAPES e o futuro da pós-graduação no Brasil’, Anderson Correia mostrou que, entre 2006 e 2017, a pós-graduação brasileira praticamente dobrou em diversos aspectos, como alunos matriculados e profissionais titulados. Em todo o país, o total de programas passou de 2.265 para 4.296. O aumento foi ainda mais expressivo nas regiões com maior carência de ofertas de formação, com avanço de 154% no Norte e de 125% no Nordeste e no Centro-Oeste.
Para competir no cenário internacional, de acordo com o presidente, o Brasil precisa expandir seus investimentos em pesquisa e desenvolvimento e melhorar a proporção de mestres e doutores na população. “Precisamos formar mais profissionais e o Brasil precisa de mais investimento em ciência e tecnologia, para abrir mais concursos públicos e desenvolver novos projetos relevantes de pesquisa em parceria com a indústria, de forma a absorver a mão de obra qualificada”, avaliou.

O presidente da CAPES ressaltou que a produção científica brasileira é significativa, porém é importante aumentar o impacto da pesquisa nacional e a colaboração com a indústria. Entre 2011 e 2019, o Brasil teve 535 mil artigos indexados na base de dados Web of Science, alcançando o 13º lugar no ranking internacional. Calculado com base nas citações de publicações científicas, o índice de impacto dos trabalhos ficou em 0,77. Além disso, 1,1% dos artigos foram produzidos em parceria com o setor industrial. Para comparação, a Coreia do Sul, que ocupa o 12º lugar no ranking, publicou 610 mil estudos, com índice de impacto de 0,92 e 3,8% de publicações em colaboração com a indústria. 

Anderson Correia destacou a relevância da pesquisa desenvolvida na Fiocruz. Em 10º lugar no ranking de instituições brasileiras em volume de publicações, a Fundação teve 13 mil artigos divulgados no período, que alcançaram um índice de impacto de 1,03 – o maior da lista.
Segundo José Paulo Giliardi, de 1980 a 2018, a Fiocruz formou 1.732 mestres e 1.094 doutores. “Apoiaremos a CAPES em todas as suas iniciativas para formar recursos humanos qualificados e minimizar a diáspora de cientistas brasileiros. Uma política nacional será fundamental para enfrentar esse desafio”, declarou.


Com informações da Comunicação do Instituto Oswaldo Cruz
(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Categorias: Pesquisa

Ex-bolsista desenvolve método de pesquisa livre de crueldade animal

seg, 18/03/2019 - 15:44

Apesar da legislação brasileira exigir o uso de recursos alternativos quando existentes, em diversas linhas de pesquisa ainda não há uma preocupação real quanto à utilização de produtos de origem animal. Vegetariana e com questionamentos éticos desde criança, Bianca Marigliani, ainda durante a graduação, conscientizou-se do sofrimento dos animais usados no ensino e na pesquisa. A decisão de buscar métodos alternativos ao uso de animais para testes de sensibilização cutânea veio no doutorado, quando preparou sua tese sobre a possibilidade de eliminar o uso de soro fetal bovino no cultivo de células in vitro.

O soro fetal bovino, usado comumente no cultivo de células mamíferas, é extraído de sangue coagulado de fetos bovinos. Composto por grandes quantidades de ácidos graxos, fatores de crescimento, aminoácidos e vitaminas, o soro estimula o desenvolvimento da célula. A pesquisadora decidiu adaptar a mesma linhagem celular a diferentes meios quimicamente definidos – sem componentes de origem animal – tornando o método isento para atender a demanda por cosméticos seguros e éticos.

Deste modo, pela primeira vez, demonstrou-se ser possível adaptar células usadas em um método já validado e reconhecido internacionalmente. A pesquisa foi laureada internacionalmente com o Lush Prize, em 2015. Para Bianca, “o apoio da CAPES foi fundamental para que eu pudesse me dedicar exclusivamente à minha formação acadêmica e aos experimentos”.

Categorias: Pesquisa

Presidente da CAPES faz palestra para gestores e pesquisadores da UFMG

sex, 15/03/2019 - 19:45

Nesta sexta-feira, 15, Anderson Correia, presidente da CAPES, fez palestra na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em Belo Horizonte. Ele falou sobre o futuro da pós-graduação brasileira. Participaram cerca de 200 gestores, coordenadores e pesquisadores dos 86 programas de mestrado e doutorado. “Essa instituição é referência porque sua excelência está distribuída por todas as áreas”, destacou.

O presidente da CAPES foi recebido pela reitora Sandra Goulart Almeida, que ressaltou o papel da CAPES no desenvolvimento da pesquisa e da pós-graduação. “Trata-se de um patrimônio do Brasil”, disse, agradecendo a menção de Correia à UFMG.

A apresentação do presidente da CAPES incluiu gráficos que localizam a universidade entre as melhores do País, considerando indicadores como número de programas de pós-graduação, percentual de programas com notas 6 e 7 e volume de publicações. A reitora destacou o alto impacto da pesquisa realizada na UFMG em áreas como educação básica e políticas públicas.

Anderson Correia citou ainda o PrInt, Programa Institucional de Internacionalização, que visa fomentar e estimular a formação de redes de pesquisa. A UFMG está entre as contempladas pela iniciativa da CAPES.

A CAPES mantém aproximadamente 100 mil bolsas em 3.600 programas de pós-graduação e outras 100 mil destinadas à formação para a Educação básica.


Com informações da Agência de Notícias da UFMG

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'CCS/CAPES

Categorias: Pesquisa

CAPES e Alemanha querem incrementar interação de pesquisadores

sex, 15/03/2019 - 15:45

A cooperação internacional entre Brasil e Alemanha foi tema de uma reunião nesta sexta-feira, 15, na CAPES. Connie McManus, diretora de Relações Internacionais recebeu Dietrich Halm, diretor de Relações Internacionais da Sociedade Alemã de Amparo à Pesquisa (DFG).

McManus e Halm falaram sobre a expansão da parceria pelo programa Bragecrim (Iniciativa Brasil-Alemanha para Pesquisa Colaborativa em Tecnologia de Manufatura), que começou em 2006, e a busca constante por excelência na pesquisa conjunta. O Bragecrim apoia e financia projetos conjuntos de pesquisa entre grupos brasileiros e alemães na área de tecnologia de manufatura avançada.

“Aumentamos a nossa cooperação nos últimos 15 anos, crescendo cada vez mais e com segurança. A cooperação internacional com a CAPES é um modelo, seja pela Bragecrim ou por outros programas”, afirma Halm.

Na reunião foram discutidas novas formas de aumentar a interação entre pesquisadores experientes e mais jovens nos dois países, criando uma espécie de treinamento.
Na última quinta-feira, 14, representantes da DFG se reuniram com Anderson Correia, presidente da CAPES para conversar sobre cooperação.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Categorias: Pesquisa

CAPES e forças armadas discutem programa de formação de recursos humanos

qui, 14/03/2019 - 17:57

Aconteceu nesta quinta-feira, 14, a primeira reunião entre a CAPES e as forças armadas para a criação de um programa estratégico de formação de recursos humanos em parceria com o Ministério da Defesa. O objetivo da reunião foi mapear as primeiras áreas de interesse entre o grupo para a criação do programa.

Logo no início do encontro, representantes das forças armadas apresentaram suas áreas de interesse para a capacitação. Participaram da conversa membros da força aérea, da marinha e do exército, além do Ministério da Defesa e de coordenadores da Diretoria de Avaliação (DAV) e Relações Internacionais (DRI).

Segundo Connie McManus, diretora de Relações Internacionais, o programa será fundamental para formação de competências na defesa nacional e para o futuro do Brasil. “A ideia é fazer um programa estruturante, a longo prazo, mas que tenha várias ações envolvidas”, afirmou.

Uma próxima reunião está prevista para o dia 11 de abril, na CAPES.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Categorias: Pesquisa

Seleção para capacitação nos EUA encerra inscrição

qui, 14/03/2019 - 17:20

No próximo domingo, 17, encerram-se as inscrições para a seleção de professores da educação básica a serem enviados aos Estados Unidos pelo Programa de Desenvolvimento Profissional de Professores de Língua Inglesa (PDPI).

Em parceria com a Comissão Fulbright e a Embaixada dos EUA, conforme publicado no Edital nº 4/2019, a CAPES oferece 486 vagas a professores de língua inglesa, que atuam nas escolas públicas estaduais, municipais e distritais.

Os selecionados participarão de curso intensivo de seis semanas em universidades nos Estados Unidos, com modalidades de aprimoramento da língua inglesa – intermediário I e II, e Desenvolvimento de Metodologias, destinado a professores de nível avançado na língua.

Outros dois editais continuam abertos para capacitação de professores da educação básica brasileira, no exterior.

Canadá
Pelo Programa de Desenvolvimento Profissional de Professores da Educação Básica no Canadá, que faz parte do Acordo de Cooperação entre a CAPES e o Colleges and Institutes Canada (CICan), as inscrições estão abertas até dia 26 de março.

Regido pelo Edital nº 3/2019, o Programa dispõe de 102 vagas onde os escolhidos passarão oito semanas do segundo semestre de 2019, em curso de aperfeiçoamento oferecido pelo CICan.

Irlanda
Também até o dia 26 de março, estão disponíveis as inscrições para o Programa de Desenvolvimento de Profissionais da Educação Básica na Irlanda. O Programa oferece 30 vagas, destinadas a coordenadores e supervisores pedagógicos ativos nas escolas da rede pública de educação básica de todo o Brasil.

Com aulas de junho de 2019 a maio de 2020, os cursos serão ministrados no Mary Immaculate College (MIC), em Limerick, na Irlanda, como informa o Edital nº 2/2019.


(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Categorias: Pesquisa

Nota de pesar pela Escola da Suzano (SP)

qui, 14/03/2019 - 10:18

O ministro da Educação, professor Ricardo Vélez Rodríguez, em nome de toda equipe do MEC, manifesta profundo pesar pelo crime bárbaro ocorrido na Escola Estadual Professor Raul Brasil, no município de Suzano, em São Paulo, nesta quarta-feira, 13.

O Ministério se solidariza com pais, familiares e funcionários da escola neste momento de choque, luto e dor.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPE

Categorias: Pesquisa

Educação integral em Santa Catarina é tema de reunião

qua, 13/03/2019 - 15:20

A finalização da etapa 2018 do projeto Educação Integral em Tempo Integral em Santa Catarina foi tema de reunião, nesta quarta-feira, 13, na CAPES. Carlos Lenuzza, diretor de Educação à Distância, recebeu Carla Bhon, secretária- adjunta de Educação de Santa Catarina, e Daine Censi, assessora da Secretaria, que fizeram uma avaliação do projeto.

O Educação Integral em Tempo Integral em Catarina é uma parceria entre a CAPES, o Governo de Santa Catarina e o Instituto Ayrton Senna. Além do encerramento da etapa 2018, foi encaminhada a proposta de continuidade do projeto para este ano, para aumentar o número de escolas atendidas.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Categorias: Pesquisa

Presidente da CAPES fala ao vivo na Fiocruz

qua, 13/03/2019 - 14:26

Acontece agora, na Fiocruz, no Rio de Janeiro, a palestra de abertura do ano acadêmico. Anderson Correia, presidente da CAPES, participa da aula magna e fala sobre o futuro da pós-graduação brasileira.

Acompanhe a transmissão:
https://conferenciaweb.rnp.br/webconf/ioc2-fiocru

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Categorias: Pesquisa

Gene que protege da malária é descoberto por ex-bolsista

ter, 12/03/2019 - 10:51

O estudo dos genomas da população africana levou o pesquisador Mateus Correia a descobrir uma mutação genética que ajuda na proteção contra a malária. A descoberta aconteceu durante seu doutorado-sanduíche, cursado no National Cancer Institute (NCI), nos EUA, financiado pela CAPES. O pesquisador é doutor em Genética pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

O foco inicial dos estudos era entender como os genomas africanos compõem e influenciam os genes na população das Américas, como por exemplo, impacto e resistência a doenças. Mateus foi convidado a liderar um estudo sobre as populações da região da África Subsaariana, conhecida como ‘Linfoma Belt’ (‘Cinturão Linfoma’, em português). Por ali são comuns os casos de malária e do Linfoma de Burkitt, um tipo de câncer pediátrico. A malária é uma das principais causadoras desse câncer.

Depois de colher os genomas de 1.700 pessoas em Gana e Uganda, o grupo liderado pelo pesquisador brasileiro descobriu uma mutação em um gene importante na proteção contra a malária. O estudo foi publicado na última sexta-feira, 08, na revista científica PLOS Genetics, que possui relevância na área. “A partir desse estudo publicado e de seus desdobramentos, poderemos entender como funciona o mecanismo de proteção dessa mutação encontrada na pesquisa, tanto contra malária quanto contra o Linfoma de Burkitt”, afirma Mateus.

Agora, seu grupo vai estudar o efeito protetivo do gene, que está presente em 70% das populações Nilotas, do Uganda. No sul da África, região que fica fora do ‘Linfoma Belt’, o gene só está presente em 10% da população.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Categorias: Pesquisa

Portal de Periódicos oferece treinamento gratuito

seg, 11/03/2019 - 16:23

Começa em 11 de março a programação de treinamentos oferecida anualmente pelo Portal de Periódicos da CAPES à comunidade acadêmica. As inscrições, gratuitas, estão disponíveis para as turmas do primeiro semestre de 2019, inclusive o mês de julho, com turmas em períodos matutino e vespertino, além da opção de aulas aos sábados pela manhã.

O curso tem o objetivo de aumentar o número de capacitados e atender a demanda dos usuários que buscam atualização para a rotina de estudos e pesquisas.

Com aulas ministradas por multiconferência, a capacitação oferece o certificado de participação autenticado, com descrição do conteúdo oferecido no dia.

Inscrição
Na área Treinamentos, no tópico Meu Espaço, estão listadas as turmas disponíveis. O usuário escolhe a do seu interesse. Mais informações podem ser solicitadas pelo e-mail:treinamento.periodicos@capes.gov.br

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Categorias: Pesquisa

IODP: Inscrições para a expedição 387 prorrogadas

sex, 08/03/2019 - 15:55

Foram prorrogadas do dia 1º de março para o dia 15 de março até às 14h, as inscrições para a Expedição IODP 387 – Amazon Continental Margin. Será a primeira vez que o Navio de Pesquisa Joides Resolution atracará no Atlântico Sul e na costa brasileira.

Pesquisadores em nível pleno, doutorado e pós-doutorado em todas as especialidades relacionadas ao tema “mar profundo”, podem se candidatar. A expedição acontecerá entre 26 de abril e 26 de junho de 2020.

Os trabalhos envolvem perfuração da parte superior da bacia da Foz do Amazonas, na margem equatorial do Brasil, para colher sedimentos do período cenozoico.

Confira aqui mais detalhes da chamada para a expedição 387.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Categorias: Pesquisa

IODP: Inscrições para a expedição 387 prorrogadas

sex, 08/03/2019 - 15:55

Foram prorrogadas do dia 1º de março para o dia 15 de março até às 14h, as inscrições para a Expedição IODP 387 – Amazon Continental Margin. Será a primeira vez que o Navio de Pesquisa Joides Resolution atracará no Atlântico Sul e na costa brasileira.

Pesquisadores em nível pleno, doutorado e pós-doutorado em todas as especialidades relacionadas ao tema “mar profundo”, podem se candidatar. A expedição acontecerá entre 26 de abril e 26 de junho de 2020.

Os trabalhos envolvem perfuração da parte superior da bacia da Foz do Amazonas, na margem equatorial do Brasil, para colher sedimentos do período cenozoico.

Confira aqui mais detalhes da chamada para a expedição 387.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Categorias: Pesquisa

Prazo do Coleta termina em 15 de março

qui, 07/03/2019 - 17:19

Foi prorrogado até sexta-feira, 15, o prazo para preenchimento do Coleta, ferramenta responsável por reunir dados dos programas de pós-graduação. O sistema faz parte da Plataforma Sucupira e recebe os dados de professores, alunos, projetos de pesquisa, trabalhos de conclusão, teses e dissertações, além de produções do programa.

Talita Moreira, coordenadora geral de Atividades de Apoio à Pós-Graduação, da Diretoria de Avaliação, ressalta a importância do envio dos dados. “O Coleta permite ter insumos, dados e indicadores para as comissões de avaliação e também para divulgar o que os programas fazem”.

Os dados são usados na Avaliação Quadrienal. Este ano, acontece o Seminário de Acompanhamento de Meio Termo. Os coordenadores de área farão uma avaliação parcial dos programas de pós-graduação com base nos dados do Coleta.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Categorias: Pesquisa

Mulheres representam 60% dos bolsistas da CAPES

qui, 07/03/2019 - 16:32

Elas são maioria entre bolsistas. As brasileiras representam 60% do total de beneficiários das bolsas pagas atualmente pela CAPES na pós-graduação e nos programas de formação de professores.

No último levantamento, feito em janeiro deste ano, constatou-se que do total de 201.449 bolsistas, 122.103 são mulheres. Elas somam 53.667 entre os estudantes que recebem o benefício para a pós-graduação no Brasil e no exterior e 68.436 dentre os que têm o auxílio nos programas de formação de professores da educação básica.

Em 2017, a pós-graduação no Brasil tinha 364 mil estudantes. Deste total, 53% (195 mil) eram mulheres. Entretanto, no universo dos professores, a predominância é masculina: 43,7 mil, o que equivale a 57%. Apesar do indicativo de uma maioria de mulheres nos estudos avançados, os desafios ainda são grandes.

Na visão Connie MacManus, diretora de Relações Internacionais da CAPES, é preciso assegurar às novas pesquisadoras autoconfiança para que elas consigam alcançar seu pleno potencial. “Assim, podem inspirar futuras gerações”. Citando o editorial de 2018, da revista Nature Cell Biology, que oferece conselho valioso para mulheres na ciência, a diretora recomenda: “não desistam, busquem e ofereçam orientação e colaboração, tenham confiança para aproveitar as oportunidades e trabalhem para a mudança.”

Marcia Barbosa, diretora da Academia Brasileira de Ciências, nota que um dos avanços que contribuíram para a permanência das mulheres na pós-graduação foi a concessão da licença maternidade para as bolsistas. “Quando uma mulher engravidava ela não tinha licença-gestante da bolsa. Hoje em dia isso já existe, é muito importante e resultou de um movimento das mulheres”, afirma a pesquisadora.

Por fim, Yaeko Yamashita, pesquisadora da Universidade de Brasília (UnB) e da Universidade Federal do Tocantins (UFT) na área de transporte, observa que houve uma evolução em muitos aspectos, como o aumento do número de editais voltados para questões de gênero. Ela percebe uma redução das desigualdades na área acadêmica atualmente, situação bem distinta da que viveu quando cursou Engenharia Civil: “as mulheres precisavam buscar seu espaço na turma. Na busca pelo espaço, tínhamos que mostrar que mulheres eram tão boas quanto homens. Esse espaço já é adquirido. Agora, a busca é pelo nosso reconhecimento”.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Categorias: Pesquisa

SCBA começa a receber dados de bolsistas PROEX

qui, 07/03/2019 - 16:08

Os dados dos bolsistas do Programa de Excelência Acadêmica (PROEX) começaram a ser migrados do Sistema de Acompanhamento de Concessão (SAC), para o Sistema de Controle de Bolsas e Auxílio (SCBA), em março.

Transmitido ao vivo pelo YouTube, a Coordenação de Programas de Apoio a Excelência da Capes (CEX) ofereceu um treinamento sobre a primeira etapa desta migração. Os participantes puderam ainda esclarecer suas dúvidas.

O coordenador de Programas de Apoio à Excelência, Paulo Khoury, explica que o PROEX será migrado em duas etapas. Primeiro, em março, os programas dos estados do Rio de Janeiro e de São Paulo e, no mês de abril, os demais programas passarão a ser geridos pelo SCBA.

“Esta é uma plataforma mais moderna, flexível e segura. Ela trará melhorias, tanto para as instituições, quanto para a equipe técnica da CAPES”, afirma Khoury. O coordenador contou que o Demanda Social e o Programa de Suporte à Pós-Graduação de Instituições de Ensino Particulares (PROSUP) também serão migrados ao longo deste ano.

Destaques
Wendy Ataíde, analista do Proex, ressaltou que não houve alteração no quantitativo de cotas concedidas e, neste momento, há apenas a migração do sistema de pagamento de bolsas. Sendo assim, os Programas de Pós-Graduação não precisam solicitar novo termo de compromisso aos bolsistas.
No novo sistema, todos os beneficiários terão seu início de vigência registrado em março de 2019; a data final das bolsas será a mesma cadastrada anteriormente no Sistema de Acompanhamento de Concessão.

A equipe destacou que o calendário do SAC também será mantido no Sistema de Controle de Bolsas e Auxílio. Quanto ao regulamento do Programa, continua o mesmo, disponível na página. Ali o usuário encontrará também um manual escrito sobre o SCBA.

Dúvidas recorrentes
Entre as perguntas enviadas pelos participantes, Paulo Khoury destacou o tema da licença maternidade e explicou que os procedimentos operacionais se mantêm os mesmos: “Apesar das mudanças de sistemas, por enquanto, as instituições ainda precisam enviar as certidões de nascimento, para que a CAPES receba, analise com o pedido de prorrogação de vigência das bolsas e implemente no sistema”.

Ao contrário do SAC, o SCBA é interligado à Plataforma Sucupira, assim, quando há o registro de mudança de coordenação de programa, o sistema já retira o acesso do coordenador antigo e concede ao novo. “É importante ressaltar que o acesso de corresponsáveis se mantém, mesmo com a mudança do coordenador. Por isso, é preciso que se verifique constantemente o que deve ser alterado”, comentou Paulo Khoury.

Acessos
A íntegra do treinamento está disponível na página oficial da CAPES no YouTube.

Para esclarecer quaisquer dúvidas referentes à mudança ou ao novo sistema, a equipe estará disponível pelo e-mail proex@capes.gov.br.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Categorias: Pesquisa

Pró-Defesa é tema do InfoCAPES

qui, 07/03/2019 - 10:11

Com um tema de extrema importância, o InfoCAPES de março mostra como funciona o Programa de Apoio ao Ensino e à Pesquisa Científica e Tecnológica em Defesa Nacional, também conhecido como Pró-Defesa.

O Programa, que entra agora em sua quarta etapa, trata de temas como a proteção das áreas marinhas, bioterrorismo e segurança cibernética, que envolvem desde a previsão do tempo até a tecnologia via satélite que ajuda a prevenir desastres naturais.

Gostaria de receber as edições mensais? Mande uma mensagem para: comunicacao@capes.gov.br.

Desejamos uma ótima leitura!

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Categorias: Pesquisa

Páginas