Notícias da Capes

Subscrever feed Notícias da Capes
Atualizado: 11 horas 24 minutos atrás

Capes envia professores de inglês da educação básica para cursos intensivos no exterior

qua, 20/09/2017 - 17:00

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) divulga nesta quarta-feira, 20, o resultado final da seleção do Programa de Desenvolvimento Profissional para Professores de Língua Inglesa nos EUA (PDPI). O programa envia professores de língua inglesa da educação básica em efetivo exercício nas redes públicas de ensino para cursos intensivos de seis semanas nos Estados Unidos.

Os professores selecionados farão uma das três modalidades de curso disponíveis: desenvolvimento de metodologias, para docentes com conhecimentos avançados na língua inglesa, ou um dos dois cursos de aprimoramento em inglês, voltados para aqueles que precisem melhorar habilidades no idioma. Além dos cursos, os professores participam de atividades culturais. Universidades também podem oferecer acesso aos laboratórios e aulas específicas de conversação.

Confira o Edital nº 19/2017

Leia também:
Curso nos EUA foi oportunidade excelente, diz professor

(Brasília – CCS/CAPES)

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'CCS/CAPES’

Categorias: Pesquisa

Pós-graduação brasileira teve avanço qualitativo na última década

qua, 20/09/2017 - 14:50

Na última década, todos os níveis de formação cresceram em número de cursos. De 2007 a 2017, praticamente dobrou a quantidade de cursos de doutorado – nível mais alto da formação acadêmica. Nesse período, os cursos de mestrado profissional mais que triplicaram e o número de mestrados acadêmicos cresceu 65%.

Merece destaque o crescimento do número de programas de excelência, considerados de qualidade internacional. Além da expansão quantitativa, houve uma desconcentração dos cursos, que se espalharam pelo país. Em 2007, 14 unidades da federação não contavam com programas de notas 6 ou 7. Atualmente, 10 estados não possuem programas de excelência: Acre, Rondônia, Roraima, Amapá e Tocantins, na região Norte. No Nordeste, Piauí, Alagoas e Sergipe. Na região Centro-Oeste, o estado do Mato Grosso. No Sudeste, o Espírito Santo. Na região sul, todos os estados possuem programas de alto padrão.

O número de alunos que concluíram seus cursos também teve aumento expressivo. Se comparados os períodos avaliativos 2010-2012 e 2013-2016, houve crescimento de 59% na quantidade de mestres formados. A titulação de doutores cresceu quase 94%, e foi registrado crescimento de 193% na titulação de mestres profissionais.

A produção intelectual dos programas também teve um crescimento expressivo entre os dois últimos períodos de avaliação. Houve crescimento de 89% no número de artigos em periódicos e 80% na produção de livros ou capítulos de livros.

Com relação ao modelo de avaliação, a última avaliação apresentou as duas grandes mudanças da década: o período de avaliação foi estendido de três para quatro anos e os procedimentos de coleta e tratamento de dados foram informatizados com o uso da Plataforma Sucupira.

Para o presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), Abílio Baeta Neves, a última década apresentou um crescimento coerente do sistema. “O resultado mostra que o sistema vem crescendo e ganhando qualidade. Nosso modelo avaliativo se mostra capaz não só de perceber o avanço da pós-graduação, mas também de apontar necessidades de correção para instituições e programas”, enfatizou Baeta Neves.

Veja abaixo o resultado da Avaliação Quadrienal 2017:
Resultado por IES - Programas Acadêmicos
Resultado por IES - Programas Profissionais
Resultado por Área de Avaliação - Programas Acadêmicos
Resultado por Área de Avaliação - Programas Profissionais

(Brasília – CCS/CAPES)

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'CCS/CAPES’

Categorias: Pesquisa

Avaliação da CAPES aponta crescimento da Pós-Graduação Brasileira

ter, 19/09/2017 - 23:15

No Brasil, o Sistema Nacional da Pós-Graduação (SNPG) cresce de forma sustentável e contínua, atingindo o crescimento de 25% no número de programas nos últimos quatro anos - em dados absolutos o sistema avançou de 3.337 para 4.175 programas entre os anos de 2013 e 2016.

No quadriênio apurado por essa avaliação, houve um aumento de 77% no número de cursos de mestrado profissional. O mestrado acadêmico e o doutorado também evoluíram atingindo um percentual de aumento de 17% e 23%, respectivamente.

Mais da metade (51%) dos programas avaliados possuem mestrado e doutorado, totalizando 2.128; O SNPG tem hoje 1.270 programas dedicados exclusivamente ao mestrado acadêmico (30%); 703 são mestrados profissionais (17%) e 74 programas de pós-graduação possuem apenas o curso de doutorado (2%). Os números completos serão publicados nesta quarta-feira, 20, no portal da CAPES.

A primeira fase da avaliação foi concluída em agosto, após cerca de 40 dias de trabalho das comissões de especialistas, distribuídas em 49 áreas de avaliação. Foram analisados programas com, pelo menos, um ano de funcionamento. As comissões utilizam como base para a avaliação as informações fornecidas de forma contínua pelos programas durante o período avaliado, por meio da Plataforma Sucupira. Os critérios de avaliação consideram cinco quesitos: proposta do programa, corpo docente, corpo discente, produção intelectual e inserção social.

Nessa etapa houve uma mudança no sistema de avaliação que passou a adotar o intervalo de quatro anos entre as análises, período alterado em decorrência da aceleração do crescimento do sistema nacional de pós-graduação.

Os resultados da avaliação têm usos diversos: estudantes se baseiam nas notas para escolher seus futuros cursos e agências de fomento nacionais e internacionais orientam suas políticas segundo as notas atribuídas da avaliação. Os estudos produzidos são a base para uma agenda de redução de desigualdades entre regiões do Brasil ou no âmbito das áreas do conhecimento.

Crescendo com excelência
O país conta atualmente com 11% dos programas com desempenho equivalente a padrões internacionais de excelência, com notas 6 e 7, totalizando 465 programas de pós-graduação. Um percentual de 18% do SNPG atingiu nota 5, alcançando nível de excelência nacional. As notas 4 e 5 significam um desempenho entre bom e muito bom. Aos cursos que apresentam padrões mínimos de qualidade, com desempenho médio, é atribuída nota 3.

É importante ressaltar que os programas abertos recentemente, que não formaram turmas, e que participam pela primeira vez da avaliação, geralmente mantêm a nota inicial de recomendação, 3 e 4.

Entre as áreas do conhecimento com a maior concentração de cursos com excelência internacional estão Microbiologia, Parasitologia e Imunologia com 41,4%, Química com 34,8%, Astronomia e Física 33,3%, Matemática, Probabilidade e Estatística 32,3% e Geociências com 31,7%. Acesse aqui a tabela com a concentração dos cursos de excelência.

A avaliação quadrienal da CAPES revela que o crescimento dos cursos foi acompanhado pela manutenção da qualidade da pós-graduação brasileira. A maioria dos 4.175 programas avaliados (67%) tiveram suas notas mantidas; 22% aumentaram os conceitos e apenas 11% apresentaram queda nos índices.

Desempenho Regional
O amplo diagnóstico realizado pela CAPES também revela uma tendência de recuperação das regiões tradicionalmente defasadas. Na avaliação quadrienal verificou-se um bom desempenho da região Norte.

Em relação às notas, o Norte destacou-se com a maior proporção de notas mantidas e uma maior concentração de programas nota 03, por serem novos. Foram 113 programas com nota 3, e 72 com nota 4. O Norte tem cinco programas de excelência nacional com nota 6. São eles: o programa de Ecologia do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA) em Manaus; e os programas de Geologia e Geoquímica, Genética e Biologia Molecular, Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários e Desenvolvimento sustentável do Trópico Úmido da Universidade do Pará em Belém.
Nesta região, onde a pós-graduação teve início relativamente tardio, estão localizados somente 5% dos programas brasileiros, num total de 227, e quase a metade deles está no Pará. Apesar do crescimento expressivo, a oferta ainda apresenta déficit já que cerca de 8% da população do país reside na região. Ainda assim 15% de seus programas melhoraram as notas.

Também em relação às notas, a região Sul concentrou a maior proporção de programas com notas aumentadas (28%) e a menor redução (7%). O Centro-Oeste teve aumento em 24% de suas notas e o Nordeste 19%. No outro extremo, o Sudeste teve a maior proporção de programas com notas diminuídas (14%), ficando acima da média nacional.

Avaliação Quadrienal
A Avaliação Quadrienal 2017 foi realizada por 1.150 consultores, que se reuniram no edifício-sede da CAPES, em Brasília de 3 de julho a 11 de agosto de 2017. Os consultores avaliaram os 4.175 programas e seus 6.303 cursos, sendo 3.398 de mestrado, 2.202 de doutorado e 703 de mestrado profissional.

As comissões utilizam como base para a avaliação as informações fornecidas de forma contínua pelos programas durante o período avaliado, por meio da Plataforma Sucupira. Ao final de cada ano, as informações são chanceladas pelos pró-reitores.

Reconsideração
O resultado será oficiado às pró-reitorias das respectivas instituições de ensino superior, acompanhados das fichas individualizadas de cada programa de pós-graduação. No ofício constarão orientações acerca de prazo e forma de apresentação de eventuais pedidos de reconsideração.

relação de notas está publicada em listas organizadas por IES e Área de Avaliação, separadas por modalidade. Acesse, abaixo, cada uma das planilhas:

Brasília – CCS Capes

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'CCS/CAPES’

Categorias: Pesquisa

Divulgado o resultado da 1ª etapa da Avaliação Quadrienal 2017

ter, 19/09/2017 - 22:28

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) divulga nesta quarta-feira, 20/09, os resultados da avaliação dos programas de pós-graduação stricto sensu em funcionamento no Sistema Nacional de Pós-Graduação (SNPG).

Após a etapa de análise pelas comissões de área de avaliação, que ocorreu entre 03 de julho e 11 de agosto, os programas de pós-graduação foram analisados pelo Conselho Técnico-Científico da Educação Superior (CTC-ES) durante as 172ª e 173ª Reuniões realizadas no período de 21 a 25 de agosto e 28 de agosto a 01 de setembro de 2017 (veja os dados gerais da avaliação aqui).

A relação de notas está publicada em listas organizadas por IES e Área de Avaliação, separadas por modalidade. Acesse, abaixo, cada uma das planilhas:

As fichas com os pareceres das áreas e do CTC-ES, assim como os relatórios de avaliação, serão disponibilizadas neste dia 20 de setembro, mediante senha, na Plataforma Sucupira (sucupira.capes.gov.br) aos coordenadores de programa e aos pró-reitores de pesquisa e pós-graduação das respectivas IES. Os relatórios de avaliação também podem ser consultados nas páginas das áreas em: www.capes.gov.br/avaliacao/sobre-as-areas-de-avaliacao.

Os pedidos de reconsideração podem ser feitos, exclusivamente, por meio da Plataforma Sucupira até às 23h59 do dia 20 de outubro de 2017 (veja as orientações para visualização das fichas e envio de pedidos de reconsideração aqui).

Após apreciação dos pedidos de reconsideração, juntamente com a divulgação do resultado final da Avaliação Quadrienal (prevista para 20 de dezembro), serão disponibilizadas as fichas de avaliação de cada PPG para o público em geral.

Acesse o hotsite criado para a Avaliação Quadrienal que reúne todas essas informações e dados: avaliacaoquadrienal.capes.gov.br.  

Categorias: Pesquisa

Equipe da Unifesp realiza visita técnica na CAPES

seg, 18/09/2017 - 17:47

De hoje até o dia 20, técnicos da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) estarão na Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) para uma série de reuniões. A equipe será apresentada às diretorias de Programas e Bolsas no País (DPB), de Relações Internacionais (DRI) e de Avaliação (DAV).

Os especialistas terão uma introdução sobre ações e projetos da CAPES e vão detalhar como operacionalizam os programas da agência no âmbito da universidade. Haverá também um espaço para tirar dúvidas sobre procedimentos.

Ao recepcionar os servidores da Unifesp, o diretor de Programas e Bolsas da CAPES, Geraldo Nunes, destacou a iniciativa da instituição. “A CAPES trabalha institucionalmente, portanto é essencial estabelecer esse contato direto com os parceiros”, disse Nunes.

Lucas Lopes - Brasília – CCS Capes

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'CCS/CAPES’

 

Categorias: Pesquisa

Missão da CAPES nos países ibéricos discute formação de professores

sex, 15/09/2017 - 22:27

Nos dias 18 a 22 de setembro, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) vai participar de uma série de atividades na Espanha e em Portugal para discutir internacionalização do ensino superior, mobilidade acadêmica e formação de professores. O órgão será representado pelo diretor de Educação a Distância da CAPES, Carlos Lenuzza.

A missão oficial se inicia no dia 18, com o Seminário sobre a Cooperação Educacional Brasil-Espanha, a ser realizado na Casa do Brasil, em Madri. O evento reúne instituições brasileiras e espanholas ligadas a ensino superior e pesquisa, além de organismos multilaterais e representações diplomáticas. Lenuzza fará parte da sessão inaugural às 11h e participa da mesa Internacionalización de la Educación Superior y Movilidad Académica: oportunidades y retos para Brasil y España às 11h30. Ele também estará presente na I Feria Movilidad Académica Brasil-España, que ocorre no dia 19, na Universidade Politécnica de Madri.

Em Portugal, o diretor participa de reuniões em duas instituições de educação superior. No dia 21, na Universidade de Aveiro, Lenuzza se reúne com a comissão de internacionalização do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas. Em seguida, se encontra com o e o vice-reitor da instituição, Manuel Assunção, e coordenadores de unidades acadêmicas ligadas a educação e formação de professores, para tratar, entre outros temas, da formação docente por meio da educação a distância. No dia 22, o diretor estará na Universidade Aberta, em Lisboa, para diálogo com o reitor, Paulo da Silva Dias.

Brasília – CCS Capes

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'CCS/CAPES’

Categorias: Pesquisa

Britannica Escola realiza treinamentos para professores em setembro

sex, 15/09/2017 - 13:42

A equipe pedagógica do portal Britannica Escola realizará mais três treinamentos online voltados a professores da educação básica no mês de setembro, nos dias 26, 27 e 28. Periodicamente, são realizados encontros em diferentes horários, nos quais a equipe explica aos docentes como utilizar as ferramentas digitais da Britannica em sala de aula e também nas atividades complementares.

As inscrições são gratuitas e os professores podem escolher o horário mais conveniente para participar do treinamento. Cada sessão apresenta conteúdos por cerca de 60 minutos. Confira abaixo as próximas capacitações e os links para inscrição: 

Data Hora Tema Link para inscrição  26 de setembro 14hs às 15hs Britannica Escola https://attendee.gotowebinar.com/register/3047673993808557315 27 de setembro 11hs às 12hs Britannica Escola https://attendee.gotowebinar.com/register/3489092727988587011 28 de setembro 16hs às17hs Britannica Escola https://attendee.gotowebinar.com/register/905350353877918467 

 

Em 2016, foram realizadas 18 sessões de capacitação online do Britannica Escola, com 163 participantes. Só no mês de agosto, 182 participantes concluíram os treinamentos nas três sessões realizadas. No primeiro semestre deste ano, o total de participantes chegou a 528.

Britannica Escola
O portal Britannica Escola é uma parceria da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES/MEC) com a Encyclopædia Britannica uma das mais conhecidas e conceituadas editoras do mundo. Acessando a interface da Britannica Escola, alunos e professores poderão utilizar, durante o processo de aprendizado, ferramentas de ensino e recursos multimídia disponíveis no portal, como artigos de enciclopédia, imagens e vídeos, atlas do mundo, biografias, notícias diárias voltadas para as crianças, recursos interativos de geografia, jogos interativos, entre outros. O portal é todo em português e gratuito.

(CCS/CAPES - Brasília)

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'CCS/CAPES’

Categorias: Pesquisa

Nota de Esclarecimento

qui, 14/09/2017 - 16:03

A propósito da operação da Polícia Federal, que investiga supostas irregularidades no programa Universidade Aberta do Brasil (UAB) junto à Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior (CAPES) informa que o programa é executado desde 2006. A atual gestão foi assumida em junho de 2016 e, esclarece que, em maio de 2017, tomou conhecimento pelo corregedor da UFSC das denúncias na referida instituição. A CAPES solicitou acesso à apuração, mas não obteve resposta da corregedoria daquela universidade.

Ao tomar conhecimento da existência de uma investigação no programa de bolsas da UFSC, a presidência da CAPES determinou, imediatamente, a estruturação de uma comissão para acompanhar o programa com visita no local e solicitação de documentação complementar.

É importante ressaltar que a atual gestão aprimorou, por meio da Portaria n° 183/2016, a regulamentação das diretrizes para a concessão de bolsas no âmbito da UAB e retomou as visitas técnicas de verificação do programa. Já foram realizadas, só este ano, mais de 30 visitas e, até dezembro, estão programadas outras 10.

Ao receber a Polícia Federal, nesta manhã, a CAPES prestou todos os esclarecimentos solicitados. Assim como colocou à disposição as informações sobre a oferta do programa na UFSC e concedeu acesso a todos os sistemas de acompanhamento e controle interno.

A gestão atual da CAPES reafirma a intenção de contribuir com a investigação no sentido de que o programa cumpra rigorosamente o seu papel de formação e continua comprometida com a qualidade da formação dos alunos que estudam por meio da educação à distância na UFSC.

Brasília – CCS/CAPES

Categorias: Pesquisa

Casa do Brasil na Espanha abriga estudantes em Madri

qua, 13/09/2017 - 22:55

Vai estudar na Espanha? Então conheça a Casa do Brasil. Localizada na Cidade Universitária de Madri, a Casa do Brasil na Espanha é um misto de alojamento, centro cultural e local de eventos.

Vinculada ao Ministério das Relações Exteriores, a Casa do Brasil abriga estudantes que vão passar um período de estudos ou pesquisas na capital espanhola. Segundo dados da instituição, cerca de 400 residentes professores, estudantes e familiares se instalam por ano na Casa. O estudante pode ficar hospedado pelo tempo necessário para realizar a atividade acadêmica.

 

Para se candidatar a uma vaga, o interessado deve enviar formulário de inscrição e compromisso de reserva, comprovante do estudo a ser realizado, currículo com foto e certificado médico. A documentação deve ser enviada por e-mail com antecedência recomendada de dois meses.

Sobre a Casa
Considerada um Colégio Maior Universitário, a Casa do Brasil foi inaugurada em 1962. Seus quase 8 mil m² de área contam com 115 quartos, todos com banheiros privados, aquecimento e ar-condicionado. As instalações têm ainda biblioteca, ginásio, refeitório, lavanderia, cafeteria, capela, sala de estudo, auditório e sala de exposição.

“A Casa do Brasil é uma instituição que há 55 anos ajuda na formação de professionais nas diversas áreas de conhecimento em Madri. Caso venha estudar na capital da Espanha, visite nossa página na Internet e veja o que podemos oferecer. Seguramente poderemos ajuda-lo a fazer sua estada em Madri mais fácil”, convida Cassio Romano, diretor da Casa.

Conheça a localização da Casa do Brasil na Espanha.

Lucas Lopes – Brasília – CCS Capes

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'CCS/CAPES’

Leia também:
Diretor da CAPES participa de encontros na Espanha para promover cooperação internacional

Categorias: Pesquisa

CAPES testa serviço público de armazenamento na nuvem

qua, 13/09/2017 - 22:30

Um novo aplicativo para armazenar e compartilhar arquivos em nuvem será testado a partir de quinta-feira, 14, por servidores da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Desenvolvido pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) em parceria com a CAPES, o edudrive@RNP é um disco virtual para o usuário salvar arquivos, sem custos. O conteúdo salvo no edudrive@RNP pode ser acessado em qualquer computador ou celular com acesso à internet.

O serviço é público e está em fase experimental. Após o período de testes, a intenção é que o serviço esteja disponível para instituições estatais e instituições de ensino e pesquisa parceiros da RNP.

Brasília – CCS Capes

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'CCS/CAPES’

Categorias: Pesquisa

Estudantes terão formação em roteiro de cinema nos EUA com apoio da CAPES

qua, 13/09/2017 - 18:27

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) divulga nesta quarta-feira, 13, o resultado do edital Master of Fine Arts in Screenwriting (MFA), que apoia a realização de curso de mestrado em roteiro de cinema nos Estados Unidos. Confira o resultado.

Os candidatos selecionados receberão da CAPES a anuidade e as taxas acadêmicas da universidade norte-americana. A Comissão Fulbright custeará estipêndio mensal, variável conforme o campus, seguro-saúde, passagem área internacional de ida e volta e auxílio-instalação.

(Brasília - CCS/CAPES)

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'CCS/CAPES’

Leia também
Bolsista do MFA vai pesquisar o cinema de Eduardo Coutinho em Nova Iorque

Categorias: Pesquisa

CAPES altera data de divulgação do resultado da Avaliação Quadrienal 2017

qua, 13/09/2017 - 16:28

Foi divulgada no Diário oficial da União (DOU) desta quarta-feira, 13, a alteração da data de divulgação do resultado da Avaliação Quadrienal 2017 e do prazo para pedidos de reconsideração. Com a retificação, os resultados serão divulgados no dia 20 de setembro de 2017 e o prazo para os pedidos de reconsideração passa a ser de 21 de setembro 2017 a 20 de outubro de 2017.

Acesse aqui Portaria.

(Brasília - CCS/CAPES)

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'CCS/CAPES’

Categorias: Pesquisa

Comissão realiza 5ª reunião na CAPES

qua, 13/09/2017 - 12:52

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) recebeu nesta segunda-feira, 11, a 5ª reunião da Comissão composta por representantes da CAPES e de instituições da Região Norte. Durante o encontro, o diretor de Programas e Bolsas no País da CAPES, Geraldo Nunes, apresentou um panorama da pós-graduação na região Norte e foram discutidas propostas de financiamento para ações complementares visando a realização dos diversos programas voltados para à pós-graduação, em especial o Procad [Programa Nacional de Cooperação Acadêmica], PNPD [Programa Nacional de Pós-doutorado] e PVNS [Programa Professor Visitante Nacional Sênior].

A comissão foi instituída pela Portaria n° 25, de 7 de fevereiro de 2017 e nº 116, de 8 de junho de 2017. O grupo foi designado com objetivo de propiciar às instituições de ensino superior e pesquisa da Amazônia Legal meios para mantê-las atualizadas e competitivas na pesquisa, na pós-graduação e na inovação com a diminuição das assimetrias regionais, com base no Plano Nacional de Pós-graduação (PNPG 2011-2020), e em demandas complementares das instituições de ensino e pesquisa da região.

Rede de formação de doutores
Carlos Alberto Tomaz, representante das instituições particulares, apresentou a proposta de criação de redes de formação de doutores nas áreas das Ciências da Saúde, Meio Ambiente, Defesa, Tecnologia & Inovação. “A ideia é aumentar as condições de pesquisas na região. Estamos fazendo o levantamento das condições em cada área para estabelecer propostas em forma de APCN. Temos que ter cursos de doutorado na nossa região para criar a cultura da pesquisa institucional.”

O grupo fará uma reunião antes do próximo encontro, agendado para 16 de outubro, com objetivo de discutir as propostas e apresenta-las de forma mais estruturada.

Também foi apresentado aos reitores o Banco de Sementes e Inventário da Flora (Botânica na Amazônia), um conjunto de projetos formatado pelo Museu da Amazônia (Musa) em colaboração com a Universidade do Estado do Amazonas (UEA), que está em fase de discussões, com objetivo de criar um banco de sementes amazônicas e auxiliar na formação de recursos humanos em Botânica para a Amazônia.

Prorrogação
No encontro, foi tratada a necessidade de ampliação do período de vigência da Portaria que institui a comissão. Emmanuel Tourinho, da Universidade Federal do Pará (UFPA), falou sobre a proposta de, posteriormente, transformar a comissão em um grupo de trabalho (GT) para garantir a perenidade dos trabalhos para que as ideias que surgirem possam virar ações efetivas. “A instituição deste grupo mostra que essa administração quer tratar diversos temas de forma diferenciada. E precisamos realmente disso.”

Jefferson Fernandes do Nascimento, presidente do Fórum das IFES do Norte, concordou. “Em 2004, a região Norte representava 3,4% da pós-graduação do país. Atualmente, representa 5,4%, mesmo correspondendo a 10% do Brasil. É um crescimento pequeno. Se algo não for feito, em 10 anos continuaremos falando sobre as mesmas coisas.”

Para criação do GT, foi levantada a necessidade de reformulação do grupo no que tange à representatividade na região.

“Para nós da região Norte, essas reuniões são muito importantes. Este grupo foi criado a partir da aprovação da Carta de Rio Branco, na qual colocamos as demandas regionais dentro de uma realidade que não é a do país como um todo – temos muitas especificidades e dificuldades. Com essa comissão, conseguimos uma interlocução com a CAPES muito positiva e estou vendo nessa última reunião que estamos conseguindo efetivar muitas coisas que tínhamos demandado. Temíamos um retrocesso ou estagnação na questão da pós-graduação em nossa região, então, para nós, é muito positivo ver que a CAPES está atendendo o nosso pleito à medida que acata coisas que estávamos com medo de perder”, revela Jefferson.

O presidente do Fórum das IFES do Norte também abordou a importância da continuidade do grupo. “Temos que prosseguir com essa interlocução para que não haja descontinuidade no processo, principalmente na formação de recursos humanos na pós-graduação – não só referente aos docentes das universidades, mas também na formação de recursos humanos regionais. Após as discussões, vamos agora ao próximo passo que é solidificar as ações com editais específicos envolvendo também os institutos federais e as universidades estaduais e particulares para que consigamos consolidar ações estruturantes em nível regional, não apenas em instituições. Concretizando essas ações e tendo a comissão prorrogada, temos condições de, mais na frente, implantarmos mais ações estruturantes, tendo a CAPES como ‘catalizadora’ enquanto nós fazemos o papel de ‘indutores’, levando ideias e propostas.”

Para os próximos encontros, estão previstas discussões acerca da rede de formação de doutores e da internacionalização das universidades.

Natália Morato – Brasília – CCS/CAPES

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'CCS/CAPES'

Categorias: Pesquisa

Comunicado – Pagamento de bolsas na Flórida

ter, 12/09/2017 - 21:06

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) informa que, nas regiões da Flórida atingidas pelo furacão Irma, podem ocorrer atrasos no pagamento de bolsas devido a eventuais problemas de comunicação com as agências bancárias. Os repasses que sofrerem atraso serão efetivados assim que a comunicação for restabelecida.

(Brasília - CCS/CAPES)

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'CCS/CAPES’

Categorias: Pesquisa

CAPES divulga oportunidades em mídia social

ter, 12/09/2017 - 18:50

A partir de hoje, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) está no Linkedin. A ideia é divulgar por meio do seu perfil na mídia social ofertas de trabalho, pesquisa, bolsas e intercâmbio enviados para a instituição por diversas entidades parceiras.
Por meio desse novo canal de divulgação, a CAPES pretende ampliar a difusão de oportunidades interessantes para o público relacionado a ciência, tecnologia e inovação no país.
Quando a informação é encaminhada por entidades parceiras, a CAPES não tem envolvimento nos processos seletivos. Instituições podem encaminhar anúncios para o endereço imprensa@capes.gov.br.
Também estarão na mídia social os editais de pesquisa e bolsas de estudo com o apoio da própria CAPES.

LinkedIn
Mídia social voltada para a manutenção de contatos profissionais, o LinkedIn foi lançado em 2003 nos Estados Unidos. Segundo a empresa, a página conta com mais de 500 milhões de perfis pessoais e corporativos. A inscrição básica é gratuita, e a página oferece opções de recursos avançados mediante pagamento.

(Brasília - CCS/CAPES)

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'CCS/CAPES’

Categorias: Pesquisa

PAEP estende prazo de inscrições

seg, 11/09/2017 - 21:07

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) informa que o prazo para submissão de propostas ao Programa de Apoio a Eventos no País (PAEP) foi prorrogado para o dia 14/09/2017. A seleção é relativa ao Edital nº 35/2017, lançado em 10 de agosto. Propostas devem ser submetidas até às 17 horas, horário de Brasília.

Solicitantes de apoio devem possuir título de doutor, manter currículo Lattes atualizado e presidir a comissão organizadora do evento. Para eventos a ocorrer em 2017, a CAPES concedeu R$ 42,6 milhões em apoio a 1.391 eventos aprovados.

PAEP
O PAEP concede patrocínio para realização de eventos científicos, tecnológicos e culturais de curta duração no Brasil. Os eventos apoiados envolvem pesquisadores, docentes e discentes dos programas de pós-graduação e dos cursos de graduação em licenciaturas, bem como do ensino fundamental e médio.

(Brasília - CCS/CAPES)

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'CCS/CAPES’

Categorias: Pesquisa

CAPES participa de Fórum para debate sobre programa de pesquisa marinha

sex, 08/09/2017 - 18:00

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) participará, de 11 a 13 de setembro, do Fórum do IODP, que acontecerá em Xangai, na China. O Fórum reúne anualmente os países, consórcios ou entidades que fornecem fundos para as operações da plataforma IODP para troca de ideias e pontos de vista sobre o progresso científico do Programa Internacional de Descoberta Oceânica [International Ocean Discovery Program] e avaliação dos objetivos alcançados com base naqueles estabelecidos no Plano Científico 2013-2023.

A CAPES fará duas exposições sobre como o programa é promovido no Brasil, com o objetivo de trocar experiências e potencializar ações. O evento é sediado a cada ano em um país diferente que participa do Consórcio Joides Resolution. No ano passado, o Fórum foi realizado no Brasil, em Búzios/RJ.

Mais informações aqui.

Sobre o IODP
O International Ocean Discovery Program (IODP) é um programa internacional de pesquisas marinhas que investiga a história e a estrutura da Terra a partir do registro em sedimentos e rochas do fundo do mar, além de monitorar ambientes de sub-superfície.

Parte significativa da comunidade científica atuante em ciências do mar de águas profundas de diversos países está envolvida no programa. Desde 2013, o Brasil, por meio de financiamento viabilizado pela CAPES, é membro do consórcio JOIDES Resolution e colabora com o IODP. Para executar as atividades previstas no Programa, a Capes conta com o apoio de um Comitê Científico e um Comitê Executivo.

Expedições do IODP usam avançada tecnologia de perfuração oceânica, de modo a permitir disseminação de dados e amostras a partir de arquivos globais, particularmente para os países membros do programa.

O sistema de perfuração é apoiado por um parque analítico a bordo do Navio de Pesquisa JOIDES Resolution, composto por equipamentos de última geração voltados a pesquisa geofísica, geoquímica, microbiológica e paleoclimática. Além da infraestrutura a bordo, o IODP conta com apoio de numerosas instituições de pesquisa e formação de recursos humanos nos diferentes países que atualmente compõem o programa.

Conheça a página do Programa CAPES/IODP.

Visite a página oficial do IODP.

(Brasília - CCS/CAPES)

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'CCS/CAPES'

Categorias: Pesquisa