Notícias da Capes

Subscrever feed Notícias da Capes
Atualizado: 25 minutos 39 segundos atrás

Assista ao vivo o Iº Encontro CAPES de Ciência Aberta

1 hora 44 minutos atrás

As palestras do 1º Encontro CAPES de Ciência Aberta – Repositórios Digitais, serão transmitidas ao vivo. O evento acontece nesta terça-feira e quarta-feira, 18 e 19.

O encontro irá discutir o acesso aberto a conteúdo científico, divulgação e avaliação de produção intelectual da pós-graduação, além de ferramentas de repositórios. Participarão especialistas nacionais e internacionais.

Durante os dois dias, serão apresentadas experiências práticas de repositórios de algumas instituições.

Assista através do endereço abaixo: 

https://www.youtube.com/watch?v=Hix3KfyR0OU

Quer participar? Veja abaixo como enviar suas perguntas aos palestrantes.

 

Categorias: Pesquisa

Inscrições para o PAEP encerram em 18 de setembro

seg, 17/09/2018 - 18:23

As inscrições para o Edital nº 29/2018, referente ao Programa de Apoio a Eventos no País (PAEP), não serão prorrogadas. Conforme prevê o cronograma do edital, a data limite para a submissão eletrônica das propostas de eventos será nesta terça-feira, 18, às 16h, horário de Brasília.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'CCS/CAPES

Categorias: Pesquisa

Programas de cooperação internacional são apresentados na Alemanha

seg, 17/09/2018 - 13:40

Nesta segunda-feira, 17, na Freie Universitat Berlin, na Alemanha, acontece o segundo dia das atividades da “Roadshow Study and Research in Brazil”, com representantes de 60 universidades brasileiras e alemãs, além da CAPES e de diversas instituições dos dois países. Na ocasião, a professora Andréa Maranhão, membro do Grupo Assessor Especial (GAE) da Diretoria de Relações Internacionais (DRI) da CAPES, apresentou o Programa Institucional de Internacionalização (CAPES/PrInt).

A mostra foi feita durante o painel “funding opportunities for cooperation”, no qual Dietrich Halm, diretor de Relações Internacionais da Sociedade Alemã de Amparo à Pesquisa (DFG) também falou sobre o Programa de Iniciativa de Pesquisa Colaborativa (PIPC - CAPES/DFG). Na mesma exposição, Katja Hartmann, da Fundação Humboldt, explicou sobre as oportunidades no âmbito do programa de bolsas CAPES/Humboldt e o Simpósio Brasil-Alemanha em Fronteiras da Ciência e Tecnologia (BRAGFOST).

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura "CCS/CAPES"

Categorias: Pesquisa

Warwick Estevam Kerr

seg, 17/09/2018 - 09:48

A CAPES lamenta profundamente a morte do cientista Warwick Estevam Kerr, ocorrida no sábado, 15 de setembro, em São Paulo.

Kerr foi o primeiro pesquisador brasileiro a integrar a Academia de Ciências dos Estados Unidos e ao longo de sua trajetória como entomólogo, engenheiro agrônomo e geneticista construiu uma carreira brilhante,voltada para o melhoramento da produção alimentar, com destaque para as abelhas e a produção de mel.

O pesquisador foi presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência,entre os anos de 1969 e 1973, e professor das instituições como Universidade de São Paulo (USP), Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), Fundação de Amparo à Pesquisa de São Paulo (Fapesp), Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (Inpa) e Universidade Estadual do Maranhão (UEMA).

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'CCS/CAPES

Categorias: Pesquisa

Prorrogadas as inscrições no Programa Brasil-Estados Unidos

sex, 14/09/2018 - 16:21

As inscrições no Programa Brasil-Estados Unidos de Modernização da Educação Superior na Graduação (PMG-EUA) poderão ser feitas até a próxima segunda-feira, dia 17. O prazo para envio das propostas do Projetos Institucionais de Modernização (PIM) irá até o dia 24 de setembro.

A nova alteração do Edital nº 23/2018 divulgada hoje, 14, no Diário Oficial da União (DOU), traz também algumas mudanças. Entre elas, os interessados que tiverem suas propostas indeferidas poderão interpor recurso administrativo em todas as etapas de avaliação.

As inscrições são feitas pelo formulário online, seguido pelo envio da documentação exigida. A proposta do PIM deverá ser preenchida em português, diretamente no formulário eletrônico. Posteriormente, é necessário enviar uma versão deste documento em inglês, traduzida fielmente do original em língua portuguesa, no prazo e forma estabelecidos no edital ou na página do Programa.


PMG-EUA
O Programa foi criado para fomentar a modernização do ensino superior brasileiro, um dos mais importantes alicerces para o desenvolvimento do país, seguindo as reformas educacionais promovidas em muitos países para fortalecer seus sistemas de educação, ciência, tecnologia e inovação.

O PMG é realizado pela Capes em cooperação com a Comissão Fulbright, com o apoio do Conselho Nacional de Educação – CNE. Sua primeira etapa será o financiamento de Projetos Institucionais de Modernização (PIMs) para cursos de graduação nas áreas das Engenharias.

(Brasília – CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura “CCS/CAPES”

Categorias: Pesquisa

Multidisciplinaridade é foco de artigo

sex, 14/09/2018 - 16:17

Diariamente, o processo de globalização no mundo avança, as fronteiras ficam cada vez mais no papel e a integração se torna realidade. Na ciência esse processo não é diferente, a multidisciplinaridade entre as áreas de pesquisa também é praticada.

A pós-graduação brasileira conta cada vez mais com a colaboração entre áreas que antes não se comunicavam com tanta intensidade.

A caracterização da multidisciplinaridade nas áreas de avaliação foi tema de um artigo apresentado por Talita Oliveira, coordenadora geral de atividades de apoio a pós-graduação da CAPES, durante o I Seminário de Avaliação de Políticas de Ciência Tecnologia & Inovação.

Talita Oliveira caracterizou as áreas de avaliação, com foco na área Multidisciplinar. Foi feita uma análise – por tema – das pesquisas desenvolvidas pelos programas de pós-graduação. “Vamos refletir internamente sobre como evoluir esse processo de avaliação frente a essa nova forma de conhecimento”.

A pesquisa surgiu a partir do doutorado da coordenadora e ajuda na elaboração de métodos para avaliar a integração entre os cursos.

(Brasília – CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura “CCS/CAPES”

Categorias: Pesquisa

Programa Residência Pedagógica inicia pagamento de bolsas

qui, 13/09/2018 - 17:56

Em setembro, o Programa Residência Pedagógica inicia pagamento a mais de 35.700 bolsistas selecionados por meio do Edital nº 6/2018. Desse total, 30 mil são discentes de licenciatura que receberam bolsas de residente e iniciaram suas atividades em agosto de 2018. Os demais, são preceptores, docentes orientadores e coordenadores institucionais que atuam na execução do Programa.

Com o objetivo de aperfeiçoar o estágio curricular supervisionado nos cursos de licenciatura, o Programa de Residência Pedagógica é uma das ações que integram a Política Nacional de Formação de Professores.

Até o momento 199 instituições de ensino superior (IES) já firmaram acordo de cooperação técnica com a CAPES, com a finalidade de implementar as bolsas concedidas no âmbito dos projetos institucionais, cuja vigência vai até janeiro de 2020.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'CCS/CAPES

Categorias: Pesquisa

Bolsista Obeduc é contemplado com bolsa americana por trabalho social

qui, 13/09/2018 - 17:52

Gustavo Oliveira Pugliese, construiu uma trajetória para fazer a diferença na vida de muitos. Formado em Letras e Ciências Biológicas pela Universidade de Campinas (Unicamp), ele fez seu mestrado em genética e biologia molecular na mesma instituição. Nesse tempo, passou cinco meses estudando na Universidade de Washington (EUA). Ao voltar, tinha uma nova perspectiva em mente: atuar em um projeto social que transformasse a realidade do estudo das ciências nas escolas públicas brasileiras.

O reconhecimento não demorou a chegar: recentemente, o bolsista da CAPES recebeu a Young Leaders of the Americas (YLAI) para cursar seu doutorado. A bolsa, oferecida pelo governo dos EUA, resultou do seu esforço e envolvimento no Programa Aprendizagem e Ciências na Escola (ACES). Gustavo coordenou uma equipe de professores de escolas públicas e trabalhou na elaboração de materiais didáticos e na formação de professores em tecnologias educacionais.

Durante o tempo de financiamento da ACES, Gustavo alcançou seis escolas de Campinas e quase mil alunos. Além disso, foram oferecidas bolsas para professores do ensino público e estudantes universitários que faziam estágio no programa, como parte da iniciação à docência.
“Fui coordenador do ACES, uma organização que se dedicou a promover a alfabetização científica e melhoria na qualidade do ensino de ciências, oferecendo atividades STEM (Science, Technology, Engineering and Mathematics) em escolas públicas de Campinas”, explicou, destacando que “esse pontapé inicial só foi possível com o apoio da CAPES”.

Interesse pelo assunto
Rodolfo Azevedo, autor do Programa ACES e diretor do Instituto de Computação da Unicamp, teve a iniciativa de moldar o Programa motivado pela falta de interesse dos alunos pela ciência e pelas aulas dessa disciplina. O projeto ajudou os professores das escolas participantes a criar maior engajamento entre os alunos, ao tornar as aulas de ciências mais significativas para a vida deles.

O ACES foi baseado em uma parceria com outro programa dos EUA, chamado MESA (Mathematics, Engineering and Science Achievement), cujo foco é promover justiça social e igualdade de oportunidades para minorias não representadas em carreiras STEM.

Para que o projeto ACES pudesse funcionar nas escolas, Rodolfo Azevedo convidou alunos de licenciatura da Unicamp para atuar como monitores. “Eu fui um desses alunos, na época estava concluindo a segunda graduação. Gostei muito do projeto. Me identifiquei tanto com a causa, que resolvi fazer meu mestrado sobre os dois programas, MESA e ACES. Ao mesmo tempo, tornei-me coordenador do ACES e atuei estruturando-o como organização. Eu consegui ainda uma bolsa para ir para os EUA, acompanhar o projeto MESA. Vivenciei de perto os resultados fantásticos que eles têm apresentado e, desde então, venho trabalhando no sentido de reescrever o ACES e iniciar um centro oficial do programa MESA no Brasil”, disse Gustavo.

O bolsista ressalta a importância do projeto no combate ao paradigma de estudantes pobres de escolas marginalizadas que não conseguem acessar carreiras em ciências, engenharia e tecnologia. “Devido à falta de oportunidades, esses estudantes estão expostos a um caminho que envolve criminalidade ou empregos mal remunerados. Essa situação gera desigualdade na Ciência e Tecnologia e escassez de mão de obra qualificada para o país. Isso sem contar a falta de alfabetização científica, que é reflexo da baixa qualidade do ensino de ciências”.

Apoio da CAPES e impacto do projeto
Foi através do edital OBEDUC (Observatório da Educação) da CAPES que a organização pôde se estruturar, auxiliando Gustavo na conquista da bolsa nos EUA. “Olhando para os alunos, professores e graduandos com os quais atuamos ao longo dos anos do programa, pudemos ver mudanças profundas nas práticas de ensino e aprendizagem”, revela.

Para o bolsista, com tantos resultados positivos obtidos, fica a certeza de que projeto precisava ter continuidade. “Os alunos superaram todas as nossas expectativas. Os professores claramente saíram do convencional e se sentiram à vontade para experimentar novas atividades, metodologias e desafios para os alunos e para a própria carreira”.

Hoje o projeto encontra-se desativado, mas busca apoio para se tornar um empreendimento social sustentável no Brasil. Gustavo planeja estabelecer um centro do programa MESA no Brasil, adaptado à nossa realidade, mas seguindo os princípios do modelo americano, gerando impacto profundo nas comunidades que abraçarem. “A principal meta no momento é conseguir estabelecer uma nova rodada de atividades do programa em escolas públicas de São Paulo, a partir de uma mescla de investimento público e privado. À medida em que a organização se estabelecer e adquirir mais robustez, ampliaremos a escala de atuação”, finaliza.

(CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'CCS/CAPES

Categorias: Pesquisa

Artigo analisa programas com base em teoria da mudança

qui, 13/09/2018 - 17:43

A vida é feita de fases e mudanças. Cada pessoa passa por experiências próprias em momentos distintos. Isso também acontece com políticas públicas, que acompanham as mudanças sociais e passam por adaptações e aprimoramentos.

As mudanças em programas federais foram tema de um artigo apresentado por Walner Mamede, analista da Diretoria de Relações Internacionais, no I Seminário de Avaliação de Políticas de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I). O evento foi promovido pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e pelo Centro de Gestão de Estudos Estratégicos (CGEE), com o apoio da CAPES. O analista participou ativamente do Programa Ciência sem Fronteiras (CsF) e da elaboração do Programa Institucional de Internacionalização (Print).

Mamede usou a Teoria da Mudança para explicar como elementos implícitos ao pensamento dos gestores contribuíram para o novo programa de internacionalização da CAPES, o Print, a partir do CsF. “A Teoria da Mudança propõe que tudo isso seja realmente explicitado, na ponta do lápis, para que as pessoas acompanhem isso ao longo do desenvolvimento do programa e, ao final, os responsáveis pelo programa ou as equipes contratadas para sua avaliação tenham isso e possam medir se os objetivos foram realmente alcançados”, ressaltou.

Para produzir o artigo, Walner Mamede usou como base sua tese de doutorado, desenvolvida em 2016, associando informações de sua vivência nas reuniões de ambos os programas a relatórios técnicos, documentos de gestão e literatura sobre o assunto.

{youtube}LzIp42SK6Fc{/youtube}

(Brasília – CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura “CCS/CAPES”

Categorias: Pesquisa

Feira de estudo e pesquisa leva CAPES à Alemanha

qui, 13/09/2018 - 15:26

Entre 13 e 21 de setembro, representantes de universidades brasileiras visitam parceiros alemães, em uma iniciativa do Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD) para reativar parcerias e impulsionar a cooperação.

A CAPES integra a comissão que participará do “Roadshow Study and Research in Brazil”, organizado pelo DAAD para impulsionar a cooperação acadêmica entre os dois países. A delegação visitará cinco importantes cidades do cenário universitário alemão: Munique, Berlim, Münster, Bonn e Tübingen.

Para “despertar o interesse de doutorandos por uma estadia de pesquisa no Brasil”, conforme informou o programa, o “Roadshow Study and Research in Brazil” terá início em Munique com um seminário sobre a cooperação entre a Baviera e o Brasil, organizado em conjunto pelo Centro Universitário da Baviera para América Latina (BAYLAT) e pela Technische Universität München.

Já em Berlim, a delegação do “Roadshow” se juntará a colegas convidados pela Associação Brasileira de Educação Internacional (FAUBAI) em um seminário organizado por esta instituição e pela Embaixada do Brasil na Alemanha na Freie Universität Berlin. Na ocasião serão debatidos desafios e possibilidades da cooperação acadêmica com representantes de instituições de ensino superior alemãs.

No dia seguinte, o grupo estará na Technische Universität Berlin para participar da feira informativa “Study and Research in Brazil. Ainda no contexto do “Roadshow”, eventos similares ocorrerão também nas universidades de Münster e Tübingen.

(Brasília – CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura “CCS/CAPES”

Categorias: Pesquisa

Evento destaca a importância de avaliação em CT&I

qua, 12/09/2018 - 19:08

Em parceria com a CAPES, o I Seminário de Avaliação de Políticas de CT&I, realizado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e o Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), teve início nesta quarta-feira, 12, na sede do CNPq.

A CAPES apoia o projeto, por entender que é preciso mostrar o que está sendo feito, com propostas de melhorias e de novas perspectivas no sistema, conforme explicou Geraldo Nunes Sobrinho, diretor de Programas e Bolsas da CAPES.

“O Brasil ainda tem uma baixa cultura de avaliação. Nós precisamos avaliar para, eventualmente, corrigir e refinar as políticas de ciência e tecnologia, para que a sociedade entenda o que está sendo feito e qual o benefício que tem no seu dia a dia”, aponta o diretor.

Durante a cerimônia de abertura, o diretor recebeu uma condecoração, em nome da CAPES, por apoiar a realização do evento.

Mario Neto, presidente do CNPq, conta que espera que o seminário sirva de referência para várias instituições, “principalmente as agências de fomento, sejam federais, como CNPq, CAPES e Finep, mas também as estaduais, as fundações de amparo a pesquisa, para que foquem no resultado e possam desenvolver metodologias e processos com vistas a esse tipo de avaliação, que é muito importante para o desenvolvimento do Brasil”.

Mário Neto ressalta que, por ser o primeiro seminário, este evento vem chamar a atenção dos pesquisadores para que seja um campo de estudo mais bem explorado a partir de agora.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'CCS/CAPES

Categorias: Pesquisa

Divulgado resultado da análise de interposições do Conselho Técnico Científico

qua, 12/09/2018 - 15:57

O resultado definitivo dos recursos sobre as decisões do Conselho Técnico Científico da Educação Superior (CTC-ES) foi publicado no portal da CAPES. A divulgação refere-se a avaliação do Conselho as interposições, analisadas na 3º Reunião Extraordinária, feitas pelas universidades federais, durante o ano de 2017, sobre os conceitos atribuídos pelo CTC aos cursos de pós-graduação.

(Brasília – CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura “CCS/CAPES”

Categorias: Pesquisa

Abertos editais para bolsas em programas de cooperação internacional

qua, 12/09/2018 - 12:19

Nesta quarta-feira, 12, a Diretoria de Relações Internacionais da CAPES lançou editais de seleção de dois dos seus programas de cooperação internacional. Um é com a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), que abre processo de seleção de até dez projetos conjuntos de pesquisa para as áreas de ciências do espaço, do mar e ambientais, letras, engenharia elétrica e história, desenvolvidos por grupos brasileiros e portugueses.

O Edital nº 34/2018 fomenta o intercâmbio científico e a formação de recursos humanos. Os proponentes deverão, entre os requisitos, ter título de doutor obtido há pelo menos cinco anos e vínculo empregatício junto a um programa de pós-graduação em nível de doutorado. Conforme o cronograma, as inscrições das propostas poderão ser feitas até o dia 06 de novembro e a divulgação do resultado está prevista para abril de 2019.

O outro é o Programa Cátedra Brasil da Universidade de Münster. Por meio da concessão de bolsa, haverá seleção de pesquisadores ou docentes doutores de notório reconhecimento pela comunidade acadêmica e científica no Brasil e no exterior, para desenvolver atividades de ensino e pesquisa na universidade alemã.

O Edital nº 33/2018 informa que a seleção é prioritária para especialistas na área de conhecimento Biodiversidade de venenos como fonte de produtos bio-farmacêuticos. Um dos requisitos exigidos é ter concluído o doutorado até 31 de dezembro de 2003. O selecionado receberá o benefício por até 12 meses.

As inscrições poderão ser feitas até às 17h de 31 de dezembro por meio de preenchimento de formulário online.

(Brasília – CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura “CCS/CAPES”

Categorias: Pesquisa

Cronograma de chamada de cursos EAD é alterado

qua, 12/09/2018 - 12:15

O Edital nº 5/2018 de chamada para articulação de cursos superiores na modalidade Educação a Distância (EAD) no âmbito do programa Universidade Aberta do Brasil (UAB), sofreu alterações em seu cronograma de processos da 2º fase.

Conforme publicado no Diário Oficial da União (DOU) nesta manhã, 12, o prazo da análise técnica das propostas vai do dia 11 de setembro a 04 de outubro. A divulgação do resultado preliminar está prevista para o dia 05 do mesmo mês. Já a fase para interposição de recursos ocorrerá entre os dias 08 e 12 de outubro, com avaliação estimada do dia 15 ao dia 19.

(Brasília – CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura “CCS/CAPES”

Categorias: Pesquisa

Seminário discute políticas públicas sobre ciência, tecnologia e inovação

ter, 11/09/2018 - 13:49

Profissionais envolvidos com a área de avaliação de políticas públicas de ciência, tecnologia e inovação poderão compartilhar suas experiências no I Seminário de Políticas de CT&I, que acontece nos próximos dias 12 e 13, em Brasília. O evento é organizado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) e conta com o apoio da CAPES.

Durante dois dias, os participantes terão a oportunidade de acompanhar apresentações de artigos, conferências e mesas de debate sobre trabalhos técnico-científicos realizados no país na área de avaliação. Geraldo Nunes Sobrinho, diretor de Programas e Bolsas no País, integrará a mesa de abertura, juntamente com Gilberto Kassab, ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e dos presidentes Mario Neto Borges, do CNPq, Marcio de Miranda, do CGEE, e Marcos Cintra, da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep).

Além da participação do diretor, dois representantes da CAPES vão expor trabalhos durante o Seminário. No primeiro dia, Walner Mamede Júnior, analista em ciência e tecnologia da Diretoria de Relações Internacionais, apresentará o artigo “Proposta de análise segundo a teoria da mudança: do Ciência sem Fronteiras ao Programa Institucional de Internacionalização”. No segundo dia, Talita de Oliveira, coordenadora de Atividades de Apoio à Pós-Graduação, vai falar sobre a “Caracterização da multidisciplinaridade das áreas de avaliação da CAPES por meio de análise temática”.

(Brasília – CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura “CCS/CAPES”

Categorias: Pesquisa

Comissão do PNPG analisa sugestões para o aprimoramento do modelo da avaliação da PG

ter, 11/09/2018 - 13:30

A Comissão Especial de Acompanhamento do Plano Nacional de Pós-graduação (PNPG 2011-2020) convidou representantes de entidades que integram a comunidade acadêmica, científica e tecnológica do país na área da educação e ciência e tecnologia para participar da elaboração da proposta de aprimoramento do sistema de avaliação da pós-graduação.

A 6º Reunião da Comissão aconteceu nos dias 04 e 05 deste mês, e avaliou as sugestões enviadas pela Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior no Brasil (Andifes), Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais (Abruem), Associação Brasileira das Universidades Comunitárias (ABRUC), Fórum Nacional de Pró-Reitores de Pesquisa e Pós-graduação (FOPROP), Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), Academia Brasileira de Ciências (ABC), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Empresa Brasileira de Inovação e Pesquisa (Finep), Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP), Conselho Nacional de Secretários Estaduais para Assuntos de Ciência, Tecnologia e Inovação (Consecti), Conselho Nacional de Educação (CNE) e Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). No encontro, os membros de cada entidade conheceram o trabalho da comissão e discutiram as sugestões encaminhadas.

Proposta de Avaliação
O Conselho Superior da CAPES solicitou à Comissão a produção de um documento que contenha propostas sobre mudanças na avaliação da pós-graduação. Dentre os pontos convergentes/recorrentes que foram discutidos, está o modelo único de avaliação (multidimensional), a autoavaliação, o acompanhamento de egressos, a internacionalização, a inovação, a relevância social e econômica e o impacto no desenvolvimento econômico, social, regional e nacional.

Jorge Audy (PUCRS), presidente da comissão, explicou qual será o próximo passo: “encerra-se o ciclo não só do recebimento das propostas físicas, mas da escuta das entidades. Devemos entregar o documento até o final de outubro, na próxima reunião do Conselho Superior. Apresentaremos, então, as nossas sugestões de aprimoramento do sistema de avaliação da pós-graduação brasileira”.


Assista a matéria e veja a entrevista com os presidentes da Comissão e do FOPROP.

{youtube}dvVWaDPV-ko{/youtube}

(Brasília – CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura “CCS/CAPES”

Categorias: Pesquisa

Nova versão de aplicativo facilita acesso a informações

seg, 10/09/2018 - 16:32

Com o objetivo de disseminar o acesso aos processos da CAPES para bolsistas e ex-bolsistas, a Diretoria de Tecnologia da Informação (DTI) da CAPES desenvolveu o aplicativo Bolsista CAPES, que está em sua segunda versão.

A funcionalidade mais procurada no sistema é o extrato de pagamentos. Além disso, o aplicativo também disponibiliza o acesso aos dados básicos do processo, como nome do Programa que fomenta a bolsa, a vigência, nome do edital e dados bancários cadastrados do bolsista.

Gabriel Costa Resende, coordenador de Sistemas de Auxílios, Bolsas e Convênios da CAPES explicou que esta nova versão solucionou problemas relatados por usuários, facilitando a criação de senhas em primeiro acesso e a recuperação de senhas já geradas. “Vale ressaltar que a senha de acesso é a mesma de qualquer outro sistema da CAPES”, informou.

Para as próximas versões, está previsto o envio de notificações sempre que houver novos pagamentos da bolsa ou mensagens do Linha Direta.

Acesso
Lançado em abril de 2017, o aplicativo está disponível gratuitamente nas lojas do Google Play e da Apple Store.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'CCS/CAPES

Categorias: Pesquisa

Programa concede bolsas de Mestrado Profissional a roteiristas

qui, 06/09/2018 - 18:13

O Programa CAPES/Fulbright de Mestrado Profissional de Formação de Roteirista nos Estados Unidos (Master of Fine Arts - MFA) divulgou nesta manhã, 06, os selecionados para receber bolsa de estudos nos EUA, referente ao edital nº 10/2018.

Os beneficiados farão um curso de mestrado profissional para roteiristas com duração de até 21 meses. A anuidade e as taxas acadêmicas da universidade norte-americana, que podem chegar a US$ 50 mil (cinquenta mil dólares americanos) serão custeadas pela CAPES. O seguro saúde, a passagem aérea internacional de ida e volta e o auxílio instalação, no valor de US$ 1 mil (mil dólares americanos), serão pagos pela Comissão Fulbright.

Master of Fine Arts (MFA)
O MFA é resultado de uma parceria entre a CAPES e a Comissão para o Intercâmbio Educacional entre os Estados Unidos da América e o Brasil – Comissão Fulbright.

Os candidatos postulantes devem possuir nacionalidade brasileira, ter concluído curso superior até o encerramento das inscrições, experiência comprovada em elaboração de roteiro para audiovisual e certificação válida de proficiência em língua inglesa.

(CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'CCS/CAPES

Categorias: Pesquisa

Futuro da saúde passa pela impressão 3D

qui, 06/09/2018 - 09:26

Órgão associado à vida e o primeiro a ser formado no corpo, o coração é símbolo de força e fragilidade. Nele, qualquer problema exige atenção especial pois pode mudar radicalmente a existência de uma pessoa.

Para ajudar no tratamento das doenças cardíacas, pesquisadores do Laboratório de Concepção e Análise de Artefatos Inteligentes (LaCA²I), da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), trabalham com impressão em 3D. Assim, os médicos poderão conhecer fisicamente os corações dos seus pacientes e decidir, com segurança, qual a melhor solução.

O pesquisador, Leandro José Silva, atua diretamente na impressão dos corações. Sua expectativa é de que, em breve, os médicos possam usar esta tecnologia nos seus consultórios: “a partir da análise e mapeamento de angiotomografia, imprimimos o órgão em 3D para estudos acadêmicos; a ideia é que isso passe a auxiliar em cirurgias cardíacas”.

Além da impressão de órgãos do corpo humano, a impressora 3D do LaCA²I, que foi adquirida com o financiamento da CAPES, ajuda no desenvolvimento de ferramentas para pesquisadores de mais de 10 cursos. Walter Franklin, coordenador do laboratório, explica que a CAPES teve um papel fundamental na integração dos cursos: “Como era um edital de multiusuários, havia uma premissa de que o equipamento pudesse ser usado por outros laboratórios e departamentos. Temos, atualmente, 22 bolsistas de iniciação científica ou tecnológica, trabalhando em vários projetos que estão ligados com outros cursos, como a medicina e a engenharia”.

O laboratório também conta com pesquisadores estrangeiros. É o caso de Thyano Dia, estudante francês que participa do programa Brafitec, da CAPES. “É uma boa experiência. Foi a primeira vez que mudei de país para estudar. O laboratório tem muitos equipamentos para a confecção de produtos. Então modelamos a peça no computador e imprimimos na impressora 3D.”

O LaCA²I da UFPE já possui duas patentes registradas: uma forma mais ergonômica para o tradicional carrinho de mão, muito utilizado em obras, cuja patente facilita sua carga e descarga, auxiliando os trabalhadores, e um difusor orbital para ar-condicionado veicular, que direciona o ar de forma diferente e é mais simples de se manusear.

Assista a matéria: 

{youtube}dPhFj6WcfaI{/youtube}

(Brasília – CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura “CCS/CAPES”

Categorias: Pesquisa

Novo sistema de avaliação da pós-graduação é avaliado por entidades educacionais

qua, 05/09/2018 - 18:56

A Comissão Especial de Acompanhamento do Plano Nacional de Pós-graduação (PNPG 211-2020) convidou representantes de entidades que integram a comunidade acadêmica, científica e tecnológica do país na área da educação, para participar da elaboração da nova proposta de aprimoramento do sistema de avaliação da pós-graduação.

A 6º Reunião da Comissão aconteceu nos dias 04 e 05 deste mês, e avaliou as sugestões enviadas pela Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior no Brasil (Andifes), Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais (Abruem), Associação Brasileira das Universidades Comunitárias (ABRUC), Fórum Nacional de Pró-Reitores de Pesquisa e Pós-graduação (FOPROP), Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), Academia Brasileira de Ciências (ABC), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Empresa Brasileira de Inovação e Pesquisa (Finep), Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP), Conselho Nacional de Secretários Estaduais para Assuntos de Ciência, Tecnologia e Inovação (Consecti), Conselho Nacional de Educação (CNE) e Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). No encontro, os membros de cada entidade conheceram o trabalho da comissão e discutiram as sugestões encaminhadas.

Proposta de Avaliação
O Conselho Superior da CAPES solicitou à Comissão a produção de um documento que contenha propostas sobre mudanças na avaliação da pós-graduação. Dentre os pontos convergentes/recorrentes que foram discutidos, está o modelo único de avaliação (multidimensional), o acompanhamento de egressos, a internacionalização, a inovação e o impacto no desenvolvimento econômico, social, regional e nacional.
Jorge Luiz Nicolas (PUC/RJ), presidente da comissão, explicou qual será o próximo passo: “encerra-se o ciclo não só do recebimento das propostas físicas, mas da escuta das entidades. Devemos entregar o documento até o final de outubro, na próxima reunião do Conselho Superior. Apresentaremos, então, as nossas sugestões de aprimoramento do sistema de avaliação da pós-graduação brasileira”.

Assista a matéria e veja a entrevista com os presidentes da Comissão e do FOPROP.

{youtube}dvVWaDPV-ko{/youtube}

(Brasília – CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura “CCS/CAPES”

Categorias: Pesquisa

Páginas